quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

DIFERENÇAS ENTRE CICLONE, TORNADO E FURACÃO (à pedidos)

Ciclone é um movimento de ar giratório de grande escala, ou seja, não conseguimos ver um ciclone a olho nu. Os ciclones têm diâmetro na ordem de centenas de QUILÔMETROS e por isso só podem ser vistos através de imagens de satélite. Geralmente ocorrem sobre o oceano, pois em contato com a superfície terrestre, perdem força. Ciclones podem ser classificados entre tropicais, extratropicais e subtropicais:

Ciclone tropical é caracterizado por um sistema de baixa pressão e possui o seu núcleo com ar quente, o que gera mais instabilidade e destruição. Ciclone tropical é o mesmo que furacão e tufão. Dependendo em que região do mundo estamos, eles são chamados ou de furacão ou de tufão.

Ciclone extratropical, também chamado de ciclone de média latitude. Também é caracterizado por um sistema de baixa pressão. Não possui ar quente no seu núcleo. Causa menos destruição do que o tropical (furacão), mas dependendo da sua dimensão pode provocar rajadas de vento muito forte e consequentemente danos materiais.

Ciclone subtropical reúne as características dos dois tipos anteriores.



Tornados
, assim como os ciclones, também são movimentos de ar giratório, mas de pequena escala, ou seja, conseguimos enxergar um tornado a olho nu*. Os tornados tem diâmetro na ordem de centenas de METROS. Tem a aparência de uma coluna móvel afunilada. Geralmente se formam sobre a superfície terrestre. Um tornado só é caracterizado quando toca o chão, ou seja, se não tocar é considerado uma nuvem funil. Tornados também podem ocorrer sobre a água (oceano) e daí recebem o nome de tromba d’água.
* Tornados podem ser vistos de dia. À noite, raramente podem ser avistados.


tornado

tornado

tromba d'água

Importante: um ciclone ou furacão pode gerar diversos tornados e trombas d’água, já um tornado (ou tromba d’água) não pode gerar um ciclone ou furacão.


Dúvidas? É só perguntar na seção de comentários.


6 comentários:

  1. Olá, adorei o seu blog e gostaria de adicioná-lo ao meu para que meus alunos possam usar e apreciar a sua coletânea de informações e imagens. O meu é www.sabrinacarrionvieira.blogspot.com
    Adoraria sugestões que possas me dar para aprimorar meu trabalho. Um abraço!!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. o furacao e o tufao é o mesmo qe o ciclone tropical..
      os nomes vao variando de paises ..

      Excluir
  3. O que aconteceu quando este ciclone passou perto do Brasil?
    É possível ter um desse(ciclone) nas terras brasileiras? Se não, qual o máximo que pode ocorrer por aqui?

    ResponderExcluir
  4. Luiza, ciclones extratropicais são mais comuns do que se imagina na Costa Sul do RS e às vezes mais a Sudeste do Brasil. Geralmente provocam vento fortes. Os mais intensos causam pequenas avarias (destelhamentos, queda de árvores, etc). Já os ciclones tropicais, conhecidos como furações, temos o registro de um único até hoje ocorrido no Brasil, que recebeu o nome de Catarina. O nome foi dado pelo motivo do ciclone ter atingido Santa Catarina (e parte do Rio Grande do Sul). Não estamos livres de tornados e furacões, principalmente o Sul do Brasil. O Conesul (Argentina, Uruguai, Paraguai e Rui Grande do Sul) é conhecido por ser o segundo maior corredor de tornado do mundo!
    Recomendo as leituras:
    http://meteomont.blogspot.com.br/2011/03/dois-modelos-sugerem-furacao-na-costa.html
    http://meteomont.blogspot.com.br/2010/03/o-pescador-do-catarina-e-o.html
    http://meteomont.blogspot.com.br/2010/03/efeitos-e-imagens-do-ciclone.html

    ResponderExcluir