quinta-feira, 12 de agosto de 2010

AR GELADO DURANTE O FINAL DE SEMANA COM CHANCE DE NEVE (NA SERRA)

Previsão do Tempo - 13/08 a 16/08
Atualizada em 14/08 às 19:02

A sexta-feira será de muitas nuvens e chuva com acentuado declínio da temperatura. A máxima do dia ocorre no início do período (madrugada) com marcas de 16ºC a 18ºC. Deve fazer frio mesmo à tarde com marcas em torno dos 12ºC apenas. O vento se intensifica, principalmente na segunda metade do período devido a formação de um sistema de baixa pressão que se converteria em um ciclone extratropical (comum na costa). O vento pode causar transtornos a rede elétrica. A mínima ocorre a noite onde deve fazer 9°C. Sensação térmica muito baixa.

No sábado a temperatura segue caindo e uma das mais fortes massas de ar polar cobrirá todo o Rio Grande do Sul. O dia será de sensação térmica muito baixa, sendo negativa em determinados momentos por conta do vento sul gelado (alguns modelos indicam sensação térmica de -4°C em Montenegro). Há chance de neve nos pontos mais elevados do RS e SC. Até pode ocorrer algumas aberturas de sol, mas a tendência é de que as nuvens predominem com chance de chuva fraca ou garoa. Temperatura máxima de apenas 13°C e mínima fica entre 5°C e 7°C.

No domingo as nuvens persistem e pode ocorrer aberturas de sol. Ainda há uma pequena chance de chuva fraca ou garoa passageira. O dia novamente será gelado. Temperatura máxima entre 13°C e 15°C e mínima entre 5°C e 7°C.

Na segunda-feira a temperatura se eleva um pouco. O dia deve ser de sol e poucas nuvens. Temperatura máxima de 19°C e mínima de 6°C.


Veja a projeção de neve pelo modelo americano no sábado, parte cinza do mapa (clique para ampliar):


-----------------------------------------------------------------
Atualização I - 13/08 às 16:25


QUINZE HORAS CONSECUTIVAS A MAIS DE 100 KM/H

De acordo com o Ciram, as rajadas de vento atingiram 149,2 km/h na Barragem de São bento em Siderópolis. No cume do Morro da Igreja, a 1800 metros de altitude, em Urubici, no Planalto Sul Catarinense, as rajadas de vento atingiram 111,9 km/h entre 21h e 22h, 100,4 km/h entre 22h e 23h, 100,4 km/h entre 23h e 0h, 133,2 km/h entre 0h e 1h da madrugada, 154,8 km/h entre 1h e 2h, 175,3 km/h entre 2h e 3h, 158,4 km;h entre 3h e 4h, 118,8 km/h entre 4h e 5h, 126,3 km/h entre 5h e 6h, 136 km/h entre 6h e 7h, 127,4 km/h entre 7h e 8h, 118,8 km/h entre 8h e 9h, 104,4 km/h entre 9h e 10h, 109,4 km/h entre 10h e 11h e 110,1 km/h entre 11 e 12h. O vento, assim, na estação do Instituto Nacional de Meteorologia do Morro da Igreja soprou por 15 horas consecutivas acima de 100 km/h com pico de 175,3 km/h, força equivalente a de um furacão categoria 1 na escala Saffir-Simpson. Como no local funciona apenas uma base da Aeronáutica, cujas estruturas são reforçadas devido ao vento forte que costuma soprar na área, não há relatos de danos.

Um comentário:

  1. Onde posso encontrar o mapa do modelo de neve?

    ResponderExcluir