terça-feira, 8 de setembro de 2009

DESTRUIÇÃO ERA PREVISTA

Vídeo da chegada de uma nuvem-arco (uma das mais poderosas nuvens de tempestade) em Porto Alegre no feriado de 07 de setembro.

video

No domingo à noite, já ANTECIPAVA-SE aqui neste blog, a fortíssima instabilidade que os modelos projetavam (uma das mais fortes que já vi até hoje) e da possibilidade de TORNADOS.

Dezenas de cidades gaúchas e catarinenses registraram granizo, em algumas, gigante. No município de Aceguá-RS, uma caixa d'água teria voado 5 quilômetros de distância do seu local de origem. No município de Victor Graeff-RS também existe a possibilidade de ter sido um tornado o causador da destruição.

Mas foi no município catarinense de Guaraciaba, a maior evidência de tornado. Veja abaixo, nas fotos, que as árvores estão retorcidas e foram cortadas/arrancadas pelo tronco, como se tivesse passado uma moto-serra. Esse sinal torna claro que o fenômeno ocorrido foi de fato um tornado.



Matéria retirada do site da MetSul:

"De acordo com Hackbart, o tornado pode ter cruzado a fronteira da Argentina com o Brasil, assim como ocorreu com o fenômeno que provocou destruição em Alvear e Itaqui na década de 90. ‘Tornados muito intensos costumam ter duração maior e podem percorrer distâncias até longas", explica. Em 1925, o chamado Tri-State Tornado, que matou 695 pessoas, percorreu 352 quilômetros nos Estados Unidos, atingindo vários estados norte-americanos. No entendimento da MetSul Meteorologia, não será surpresa se o tornado da noite de segunda-feira em Guaraciaba for classificado como um F3 ou F4 na escala de Fujita, que vai até 5, com vento estimado entre 200 e 300 km/h.

O Coordenador Estadual da Defesa Civil de Santa Catarina disse nesta terça que havia a previsão de temporais de vento e granizo, mas que foi surpreendido pela violência das tempestades. O quadro crítico, contudo, já era esperado. "Dizer onde um tornado vai se formar exatamente ninguém consegue prever no mundo, mas condições favoráveis ao fenômeno podem sim ser previstas com antecedência em muitos casos e foi neste evento", salienta o meteorologista da MetSul Luiz Fernando Nachtigall."

Nenhum comentário:

Postar um comentário